BLOG

Seguro-viagem: o porquê de fazer!


Viajar é uma das melhores experiências da vida, mas o deslocamento também pode reservar surpresas desagradáveis e é exatamente neste ponto que entra um benefício que pode ser adquirido tanto para viagens nacionais como internacionais, o seguro-viagem!

O seguro-viagem pode ter vários serviços inclusos que podem ser escolhidos conforme os planos contratados, de assistência médica, hospitalar e odontológica, proteção para a bagagem, podendo ser útil também auxiliar em caso de atrasos de voos, extravio de bagagem, furto e, em algumas situações, em casos judiciais.

O ideal é não sair de viagem sem o seguro, principalmente se o destino for no exterior. Alguns países europeus, inclusive, têm a exigência pela aquisição do serviço como obrigatório para entrada, a cobertura mínima é de 30 mil euros.

Se as próximas férias vão ser na Europa, é importante saber que 26 países europeus têm um acordo, chamado “Tratado de Schengen”.


Se a viagem for para a Itália, o valor mínimo do seguro viagem é de 30 mil euros devido ao Tratado de Schengen

Acordo esse, em que é considerado obrigatória a contratação de um seguro viagem para qualquer pessoa que chegue a essas localidades. O valor mínimo é 30 mil euros, independente do motivo da viagem.

"Ao contrário do que muitos turistas pensam ao adquirir um pacote de viagens é que o seguro é um gasto a mais no orçamento, mas não é, é sim uma segurança para cada passageiro", afirma Carla Piloni, da B95Viagens.


Carla Piloni, da B95Viagens, aconselha clientes a sempre fazerem o seguro antes de qualquer viagem

Na Europa, Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Liechtenstein, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça exigem o seguro.

Na Austrália, o seguro também é exigido, mas não há estipulação de valor. Já na Venezuela, o valor deve ser de US$ 40.000 em um plano que inclua repatriação e funerária.

“Hoje, os seguros não cobrem apenas despesas médicas, mas também serviços como suporte jurídico, indenização por extravio da bagagem, auxílio em caso de perda de documentos e reembolso por atrasos ou cancelamentos de voos”, orienta Carla.


Em Cuba, segundo a legislação vigente, a cobertura mínima para assistência médica é de US$ 10.000 por pessoa

Como adquirir o seguro
Aqui, na B95 Viagens, você pode escolher o seguro-viagem direto na loja ou por meio do nosso portal.

• Para selecionar o plano que mais se encaixa é preciso escolher a categoria da viagem, o destino, datas de embarque e retorno e, se o plano é individual ou familiar.

• As opções de cobertura variam de U$ 30 mil dólares a 500 mil e o valor do seguro viagem pode ser dividido ainda em vezes sem juros.


Quer mais informações? Visita a B95Viagens, na avenida Francisco Chagas de Oliveira, 1220
ou ligue para (17) 98100-0068, que também é o WhatsApp da loja
.



ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Museus virtuais: um passeio pela arte e cultura brasileira

Regras emergenciais para alteração e reembolso de passagens aéreas

COMUNICADO

Terra Santa: "Foi uma viagem fantástica", conta a jornalista Elaine Madalhano

Gosta de cachoeiras e tomar banho em praias de água doce? Jalapão, no Tocantins, é uma ótima opção!

Rouen, na região da Normandia, é opção de passeio rápido pela França