O voo atrasou ou foi cancelado? Conheça seus direitos! - B95 Viagens

BLOG

O voo atrasou ou foi cancelado? Conheça seus direitos!


O voo atrasou ou foi cancelado? Saiba que você tem direitos assegurados por lei que devem ser cumpridos pela empresa aérea escolhida. Quem orienta é a ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil, órgão competente que regra a atividade no Brasil.

As regras têm por objetivo minimizarem qualquer desconforto que o passageiro possa ter enquanto aguardo o voo. Toda assistência deve ser ofertada, de acordo com o tempo de espera, a partir do exato momento em que ocorreu o atraso, cancelamento ou mudança no horário de embarque.

"Todos nossos clientes, em caso de atrasos ou cancelamentos, têm respaldo da agência para cumprimento dos direitos junto às agências aéreas, é uma das nossas políticas", afirma Diógenes Piloni, da B95Viagens.

Conheça abaixo todos os direitos que os passageiros têm:

ATRASOS DE VOOS
A partir de 1 hora

- Comunicação (internet, telefonemas, etc).

A partir de 2 horas
- Alimentação (voucher, lanche, bebidas, etc)

A partir de 4 horas
- Acomodação ou hospedagem (se for o caso) e transporte do aeroporto ao local de acomodação
- Se você estiver no local de seu domicílio, a empresa poderá oferecer apenas o transporte para sua residência e desta para o aeroporto



Se o atraso for superior a 4 horas (ou a empresa já tenha a estimativa de que o voo atrasará esse tempo), ou houver cancelamento de voo ou preterição de embarque, a empresa aérea deverá oferecer ao passageiro, além da assistência material, opções de reacomodação ou reembolso.

Mais de 4 horas se estiver no aeroporto de partida
- Receber o reembolso integral, incluindo a tarifa de embarque. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.
- Remarcar o voo para data e horário de sua conveniência, sem custo. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.
- Embarcar no próximo voo da mesma empresa, se houver disponibilidade de lugares, para o mesmo destino. A empresa deverá oferecer assistência material.
- Mais de 4 horas se estiver em aeroporto de escala ou conexão
- Receber o reembolso integral e retornar ao aeroporto de origem, sem nenhum custo. A empresa deverá oferecer assistência material
- Permanecer na localidade onde ocorreu a interrupção e receber o reembolso do trecho não utilizado. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.
- Concluir a viagem por outra modalidade de transporte (ônibus, van, táxi, etc). A empresa deverá oferecer assistência material.
- Remarcar o voo, sem custo, para data e horário de sua conveniência. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.


Embarcar no próximo voo da mesma empresa ou de outra empresa aérea, para o mesmo destino,
sem custo, se houver disponibilidade de lugares. A empresa deverá oferecer assistência material

CANCELAMENTO DE VOO
Se estiver no aeroporto de partida

- Receber o reembolso integral, incluindo a tarifa de embarque. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.
- Remarcar o voo, sem custo, para data e horário de sua conveniência. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.
- Embarcar no próximo voo da mesma empresa ou de outra empresa aérea, para o mesmo destino, sem custo, se houver disponibilidade de lugares. A empresa deverá oferecer assistência material.

Se estiver em aeroporto de escala ou conexão
- Receber o reembolso integral e retornar ao aeroporto de origem, sem nenhum custo. A empresa deverá oferecer assistência material.
- Permanecer na localidade onde ocorreu a interrupção e receber o reembolso do trecho não utilizado. Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material.
- Embarcar no próximo voo da mesma empresa ou de outra empresa aérea, para o mesmo destino, sem custo, se houver disponibilidade de lugares. A empresa deverá oferecer assistência material.
- Concluir a viagem por outra modalidade de transporte (ônibus, van, táxi, etc). A empresa deverá oferecer assistência material.


Remarcar o voo, sem custo, para data e horário de sua conveniência.
Nesse caso, a empresa poderá suspender a assistência material


PRETERIÇÃO DE EMBARQUE
A preterição de embarque, segundo a ANAC, ocorre quando a empresa aérea precisa negar embarque a passageiros que compareceram para viajar, cumprindo todos os seus requisitos de embarque, em casos específicos como necessidade de trocar a aeronave prevista por outra com menor número de assentos, venda de passagens acima da capacidade da aeronave (overbooking) ou necessidade de a aeronave precisar voar mais leve por motivo de segurança operacional.

“Em qualquer um dos casos listados acima, a empresa aérea deverá procurar por voluntários que aceitem embarcar em outro voo, mediante a oferta de vantagens”, explica Diógenes.

As vantagens ofertadas podem ser dinheiro, passagens extras, milhas, diárias em hotéis, as quais devem ser negociadas diretamente com cada passageiro. Caso a vantagem seja aceita, a empresa poderá solicitar a assinatura de um recibo, que serve como comprovante da negociação.

Fonte - ANAC



ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cruzeiros: mais segurança para todos!

Monte Verde: o destino ideal para toda família

Resorts brasileiros estão prontos para reabrir!

Destinos nacionais serão os mais procurados depois da pandemia

Vai viajar de avião? Fique tranquilo!

B95 retoma atendimento presencial de clientes